Recolha Seletiva Porta-a-Porta chega a 199.900 cidadãos dos oito municípios da LIPOR

Recolha Seletiva Porta-a-Porta chega a 199.900 cidadãos dos oito municípios da LIPOR

Maia, Matosinhos, Porto, Gondomar, Póvoa de Varzim, Valongo, Vila do Conde e Espinho já disponibilizaram a recolha seletiva porta-a-porta residencial a 199.900 cidadãos. Em 2020, Lipor recolheu mais de 15 toneladas deste sistema, mais 31% do que em 2019.

Em 2020, com o Sistema de Recolha Seletiva Porta-a-Porta, os cidadãos dos oito Municípios da LIPOR entregaram 15.279 toneladas, para valorização orgânica e multimaterial, o que representa um aumento de 31% relativamente ao ano 2019.

Desta forma, em 2020 a LIPOR recebeu no seu Centro de Triagem e Plataformas 13.306 toneladas de materiais para reciclagem (plástico e metal, papel e cartão, vidro) e na Central de Valorização Orgânica, 1.974 toneladas de biorresíduos (resíduos alimentares e resíduos verdes), provenientes de recolha seletiva porta-a-porta residencial.

O encaminhamento das 15.279 toneladas para valorização permitiu evitar a emissão de 8.935 toneladas de CO2.

«Estes valores são fruto do forte investimento e da aposta que a LIPOR e os Municípios associados têm desenvolvido no alargamento do Sistema de Recolha Seletiva Porta-a-Porta a mais zonas residenciais, com vista a maximizar e incrementar a quantidade de materiais a enviar para reciclagem», refere a Lipor.

Neste momento, nos oito Municípios da LIPOR, cerca de 199.900 cidadãos já têm à sua disposição um serviço dedicado de recolha seletiva à porta de casa. Sendo que, o sucesso do projeto refletiu-se nos sucessivos alargamentos que ocorrem desde 2018.

Face ao sucesso do projeto, em 2021, a LIPOR e os seus Municípios associados irão continuar a apostar no alargamento da Recolha Seletiva Porta-a-Porta, acreditando que com o envolvimento e participação dos cidadãos continuaremos a aumentar significativamente as quantidades de materiais a enviar para reciclagem, fazendo dos oito Municípios LIPOR um exemplo a nível nacional.

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *