Outdoors do “Chega” vandalizados e roubados

Outdoors do “Chega” vandalizados e roubados

Três telas políticas do partido “Chega” foram vandalizadas e outra furtada. Cabeça de lista à Câmara Municipal da Maia pelo Chega, André Almeida, diz ser «de lamentar que a democracia esteja em risco como nunca antes esteve» e adianta que «lutaremos pelo fim deste sistema corrupto, podre e caduco». Partido já apresentou queixa às autoridades e garante que os outdoors serão repostos com brevidade.

O partido Chega já começou a pré-campanha eleitoral para as próximas eleições autárquicas, recorrendo a alguns cartazes, onde são divulgadas as caras dos candidatos às Juntas de Freguesia e do candidato à Câmara Municipal da Maia, acompanhada com o slogan “Sorrir não Chega”.

No início desta semana, poucas horas após a colocação, um outdoor, instalado na Avenida da Igreja, em Folgosa, foi roubado e outros dois, na Rua de Sá e na Rua Central de Frejufe, ambas situadas na freguesia de Nogueira e Silva Escura, foram vandalizados.

As fotografias têm circulado pelas redes sociais e causado alguma indignação aos simpatizantes do Chega, que dizem que atos destes só deixam o partido mais «forte e confiante».

André Almeida, presidente do Chega Maia e candidato à Câmara Municipal da Maia pelo partido, reagiu de imediato aos acontecimentos na rede social Facebook. «Democracia no seu esplendor na Maia! VERGONHA!!! Outdoor montado ontem a meio do dia com fotografia, presente no local às 20h00, e às 00h já tinha desaparecido. Será que há quem se sinta ameaçado? Será que estão com medo de perder os tachos? Só quando o CHEGA liderar os destinos da Câmara e instalar a prometida videovigilância é que esta bandalheira vai acabar! E tenho em mim a firme certeza de que os eleitores vão dar-vos a todos a devida resposta nas urnas! E não se preocupem, tão breve quanto possível, estará reposta a tela!», pôde ler-se.

Pouco tempo depois, o cabeça de lista à Câmara Municipal da Maia pelo Chega fez outra publicação nas redes sociais para comentar a vandalização dos dois outdoors na freguesia de Nogueira e Silva Escura. «Estes meliantezecos, não contentes com a remoção efetuada em Folgosa, onde o Carlos Pinto terá seguramente um ótimo resultado ou não fosse das freguesias com maior votação no nosso líder André Ventura nas Presidenciais, decidiram vandalizar também 2 outdoors em Nogueira e Silva Escura! Curiosamente na mesma precisa estrada que vem de Folgosa até ao Castêlo da Maia!  Coincidências? Não me parece… O poder instalado, o sistema caduco e corrupto começa a tremer… e bem que podem tremer porque viemos com tudo para mudar e para melhorar!  E a bandidagem? É na cadeia o seu lugar! Vamos atrás de vocês! Um por um! Podem escrever! “Democrático é respeitar, discordando, de quem defende ideais diferentes dos nossos!”».

Esta quarta-feira, 22 de junho, outra tela política do partido foi vandalizada, desta vez no Castêlo da Maia. O cartaz, onde é visível o candidato do Chega à Câmara Municipal da Maia, André Almeida, e a candidata à Assembleia Municipal da Maia, Sofia Rios Batista, foi pichado com as palavras “patrão” na imagem de André Almeida e “amante” na de Sofia Rios Batista.

André Almeida, voltou a comentar, utilizando os mesmos meios. «Mais um outdoor vandalizado, desta feita a criminalizar o facto de ser empresário e de empregar 30 pessoas. Relativamente à acusação da “amante” nem sequer merece resposta. É de lamentar que a democracia esteja em risco como nunca antes esteve e nos acusarem a nós do CHEGA de a colocarmos em risco. Não tenho memória de tais ataques a campanhas políticas na Maia.

Se pensam que nos destabilizam e nos desmobilizam, notoriamente não sabem da massa que somos feitos! Enquanto nos correr 1 gota de sangue nas veias lutaremos pelo fim deste sistema corrupto, podre e caduco! Vergonha, vergonha, vergonha! A política combate-se com ideias e não com atitudes cobardes deste género pela calada da noite! Nessas, demonstra-se toda a cobardia! O meu total repúdio à acusação de infidelidade à minha esposa que sabe exatamente a pessoa que tem ao lado dela!».

O cabeça de lista à Câmara Municipal da Maia pelo Chega, André Almeida, formalizou, esta terça-feira, 22 de junho, a queixa pelo furto e vandalismo dos outdoors às autoridades e garante que estes serão repostos brevemente.

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *