Maia tem, a partir de hoje, uma Universidade

Maia tem, a partir de hoje, uma Universidade

Conforme o Maia Hoje já tinha avançado em outubro de 2018, o ISMAI – Instituto Universitário da Maia esperava aprovação da atribuição do estatuto de Universidade da Maia, alcançado esta quarta-feira, 21 de julho, ao fim de três anos.

A instituição de Ensino Superior passa agora a ter natureza de universidade, adotando, a partir do próximo ano letivo, a denominação de Universidade da Maia, ficando autorizada a ministrar os ciclos de estudos acreditados pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) e registados pela Direção-Geral de Ensino Superior (DGES).

«Nascemos do zero e chegamos ao topo da pirâmide»

Ao Maia Hoje, Domingos Oliveira e Silva, Reitor da instituição de Ensino Superior, disse sentir uma «alegria imensa» com a notícia, também por «honrar um compromisso antigo com a Câmara Municipal da Maia».

O processo de aprovação da nova designação demorou três anos, estendendo-se além do esperado, mas o Reitor explica que o processo percorreu todo o sistema «passamos por todos os órgão de certificação».

De Instituto Superior da Maia a Universidade da Maia, passando por Instituto Universitário da Maia, o ISMAI, como é conhecido, já teve várias designações, mas Domingos Oliveira e Silva explica que a instituição percorreu um «caminho difícil» porque «não nascemos universidade». «Nascemos do zero e chegamos ao topo da pirâmide: hoje somos uma universidade com tudo o que isso implica. Somos um holofote virado para todo o mundo, com diria o professor Dr. Vieira de Carvalho».

A nova designação atesta a diversidade científica nas diferentes áreas do conhecimento que este estabelecimento de Ensino Superior oferece. São 13 licenciaturas, 17 mestrados e 2 doutoramentos que agora fazem a Universidade da Maia, que acolherá esta nova designação já a partir do próximo ano letivo.

Promessa de longos anos está agora concretizada

Esta era já uma promessa antiga. «Quando, em dezembro de 1990, fomos para a Quinta da Gruta para iniciar o Instituto Superior da Maia, assumimos o compromisso, perante o presidente Dr. Vieira de Carvalho, de evoluirmos e chegarmos à Universidade da Maia», explicou Domingos Oliveira Silva, em 2018 ao Maia Hoje.

Os primeiros estatutos foram criados em 1998 e, no ano de 2009, sofreram uma adaptação ao Processo de Bolonha.

«Em 2014, reunimos as condições para sermos universitários», disse, altura em que receberam a designação de Instituto Universitário da Maia e que mantêm até hoje.

Falta apenas mais um passo para a promessa ser cumprida e o ISMAI passar a ser a primeira universidade com o nome de um concelho. Em 2018, Domingos Oliveira Silva diz ter todas as condições reunidas para a aprovação: «o número de cursos, de investigação, de produção e publicações científicas, de internacionalização e ligação à sociedade». Acredita «não faltar nada» e, acrescenta «não creio haver algum fator que possa impedir a aprovação da Universidade em pleno».

Foto: DR

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *