Maia é a segunda cidade mais verde de Portugal

Maia é a segunda cidade mais verde de Portugal

Estudo revela o Top10 das cidades mais verdes do país. Maia ocupa o segundo lugar, com 0,40 metros quadrados de parques e jardins por cada mil habitantes. Porto e Vila do Conde fecham o pódio em primeiro e terceiro lugar, respetivamente.

A Holidu, o motor de busca para alojamento de férias, realizou um estudo das cidades portuguesas com a maior área de parque e jardins por pessoa, com o intuito de «motivar a sair de casa e sentir a alegria da primavera», refere a empresa.

Porto, Maia, Vila do Conde, Braga, Portimão, Oeiras, Lisboa, Viseu, Loulé e Almada compõe, por ordem, a lista das dez cidades portuguesas com maior superfície de parques e jardins por habitante.

A classificação foi elaborada a partir de dados extraídos do “Open Street Maps” em abril de 2021, para obter a superfície de cada parque nas 50 principais cidades portuguesas.

  1. Porto

O Porto está em primeiro lugar com 0.57m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. O parque da cidade do Porto (Porto City Park) é, segundo o motor de pesquisa, «o maior e mais popular parque da cidade com mais de 80 hectares de terreno», sendo, por isso, «perfeito para piqueniques com a família», para «socializar com os amigos e praticar atividade física». Todos os anos este parque atrai inúmeros turistas onde facilmente se perdem nos 10km de caminhos existentes.

2. Maia

A cidade da Maia ficou em segundo lugar com os seus 0.40m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. O parque de Avioso convida os seus visitantes a «imaginar e sentir a harmonia que povoa o parque, quer pelos arvoredos, típicos de uma floresta espontânea, quer pela paisagem magnífica que o parque proporciona», pode ler-se no documento.

3. Vila do Conde

Vila do Conde completa o pódio com 0.38m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. O Cais das Lavandeiras e a ponte que atravessa o Rio Ave está a Praça da República onde, segundo a Holidu, «se insere um bonito jardim ladeado pelo rio e por casas dos séculos XVIII e XIX», acrescentando que «se quiser praticar exercício físico, visite o Parque de Jogos Municipal com campo de voleibol de praia, campo de ténis e campo de basquetebol».

4. Braga

Braga ficou em quarto lugar com 0.35m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Os jardins do Santuário do Bom Jesus são uma paragem obrigatória para quem visita a cidade, com as suas estátuas e fontes barrocas, rodeadas por um manto de vegetação. A Holidu também salienta a «magnífica vista que pode assistir no Miradouro».

5. Portimão

No Sul, Portimão ocupa o quinto lugar com 0.35m2 de parques e jardins por mil habitantes. O Parque da Juventude é considerado pelo motor de pesquisa como «o centro para passear ou para praticar desporto. Composto por um magnífico passadiço para passear junto às árvores, uma pista para carros telecomandados, uma pista de BMX e diversos quiosques onde pode descansar».

6. Oeiras

Em sexto lugar está a cidade de Oeiras com 0.30m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. O Parque dos Poetas, também conhecido como “museu ao ar livre” é único em Portugal, «associando, no mesmo espaço, a poesia, a arte escultórica e a natureza, num tributo à cultura portuguesa». Este parque, que se estende entre Paço de Arcos e Oeiras, representa 60 poetas de diferentes épocas literárias.

7. Lisboa

A capital do país, Lisboa, ocupa o sétimo lugar da lista com 0.29m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. O Parque Eduardo VII é o maior espaço verde no centro da cidade e, hoje, ocupa 25 hectares. Segundo a Holidu, este parque é «uma caixa de surpresas», onde se pode encontrar o Pavilhão Carlos Lopes, para conhecer a história do primeiro atleta português a ganhar uma medalha de ouro nos jogos olímpicos, a estufa fria repleta de pequenos lagos, plantas e cascatas, o jardim Amália Rodrigues em homenagem à famosa fadista portuguesa, onde pode fazer um piquenique e por último Miradouro do Parque Eduardo VII oferecendo uma vista espetacular sobre a cidade».

8. Viseu

Na oitava posição encontra-se Viseu, apresentando 0.29m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Nesta região, pode encontrar-se o Parque do Fontelo que, «para além de uma grande zona verde enriquecida por muitas espécies de árvores seculares, perfeita para caminhadas com a família, encontrará também piscinas, campos de ténis e de futebol, onde o cuidado com a preservação do ambiente mereceu o “Prémio Quercus 1993 – Iniciativa Autárquica”».

9. Loulé

Loulé ocupa o nono lugar com 0.29m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. A Fonte da Benémola é considerada um «local de rara beleza, com mais de 300 espécies de plantas» e onde se «pode observar com a sua família, ao longo da ribeira pode observar peixes, salamandras e sapos, nunca deixando indiferentes as crianças mais curiosas».

10. Almada

Em décimo e último lugar está a cidade de Almada, com 0.27m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Apesar do seu lugar na tabela, a Holidu sugere a visita ao parque no centro da cidade. O Parque da Paz, envolto pela cidade de Almada, é caraterizado como «um espaço de lazer que apela a todos os sentidos». Também é indicado para quem gosta de animais, devido ao seu lago com cisnes e patos-reais.

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *