A publicação da Câmara Municipal da Maia sobre o ordenamento territorial, já tem o segundo número.

A revista, com edição do Pelouro de Planeamento Territorial, Mobilidade e Transportes e Pelouro da Cultura, é distribuída gratuitamente aos cerca 45 mil domicílios maiatos.

Com um cuidado aspeto gráfico e textos de interesse também para o grande público, a revista “Terra Maia” tem como diretor Mário Nuno Neves, vereador da Câmara Municipal da Maia, e como editor e responsável científico o arquiteto José Carlos Portugal.

Tal como no primeiro número, voltam a ser abordados temas como o planeamento territorial, o ambiente, a mobilidade e transportes, a cultura e participação pública.

O segundo número da revista Terra Maia foi concebido, tal como o início da produção de conteúdos, antes do impacto da pandemia da Covid-19, no mundo e no nosso país.

A temática de fundo foi mantida, “… Projetar a visão para um futuro que, cada vez mais, é instantaneamente presente-passado”, mas «tornou-se inevitável que os textos transportassem um certo nível de carga viral», avançam. Os autores incluíram nas suas visões de futuro as revelações da pandemia presente. A revista prossegue a intenção de tratar um leque diversificado de temáticas, num conjunto de visões multidisciplinar. O “futuro”, pelas razões de contexto da crise pandémica, foi “arrastado para o presente”, acelerando ambos. Este paradoxo, ainda que de uma forma subliminar, perpassa esta Terra Maia 2.

Deixe uma resposta