Faleceu o padre Luís Gonzaga da Cruz Queiroz, pároco de Milheirós durante quase 60 anos

Faleceu o padre Luís Gonzaga da Cruz Queiroz, pároco de Milheirós durante quase 60 anos

Faleceu hoje, aos 92 anos de idade, em Milheirós, onde residia. Notícia foi adiantada pela Diocese do Porto.

Com quase seis décadas de serviço à paróquia de Milheirós, o padre Luís Gonzaga da Cruz Queiroz faleceu esta sexta-feira, 26 de fevereiro, aos 92 anos de idade.

Nascido a 24 de setembro de 1929, foi ordenado sacerdote a 1 de agosto de 1954. Nesse mesmo ano foi nomeado cooperador de Telões (Amarante); em 1956 foi nomeado pároco de Folhada (Marco de Canaveses), e em maio de 1957 pároco de Milheirós da Maia, missão que desempenhou até julho de 2015, ao longo de quase 60 anos.

Desempenhou por diversas vezes a função de Vigário da Vara (1980, 1989, 2004, até 2008). Foi cumulativamente pároco de Vermoim (1984-93) e de Silva Escura (Maia), 1999 a 2007.

Exerceu também atividade pastoral como docente, primeiro no Colégio de Ermesinde (1965-68),depois  no Seminário dos Padres Combonianos da Maia (1965-72) e na Escola Preparatória de Águas Santas (1972-80). Do seu currículo ressalta o permanente serviço à Diocese e à Igreja, bem como a atividade formadora tanto no domínio da Educação moral e religiosa como das ciências históricas.

Era irmão do Padre Fernando Nuno Ribeiro da Cruz Queirós, ordenado em 1960, e atual pároco de Santo Ovídio, em Vila Nova de Gaia.

A Diocese do Porto adianta ainda que o funeral será celebrado na igreja paroquial de Milheirós da Maia, presidido pelo Bispo D. Manuel Linda.

Compartilhar este post

Comentários (2)

  • Mónica Pereira Responder

    O céu ganhou uma boa alma nós perdemos um óptimo padre, lembro que as minhas primeiras missas, foram celebradas por ele, eu com apenas 7 anos, aprendi a gostar de ouvir a palavra de Deus, através da boca deste bom homem. Padre simples, humilde e de bom coração, sempre disposto a ouvir e até a ajudar quem mais precisava. Para o fim já falava baixinho, devido às idade, mas a sua humildade, sempre se manteve. Sentimentos à família e alegria no céu,pois um bom exemplo se elevará.

    26/02/2021 a 19:49
  • Abel Dias Responder

    Sentidas condolências, que descanse em paz.

    26/02/2021 a 22:41

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *