Faleceu esta terça-feira, 11 de agosto, aos 76 anos, o antigo presidente da Junta de Freguesia de Moreira, David Dias da Hora Branco. Funeral realiza-se hoje, pelas 16 horas, no Mosteiro do Divino Salvador de Moreira.

Tendo-se destacado pelo trabalho realizado como presidente na Junta de Freguesia de Moreira entre 1990 e 1997, David Branco foi ainda autor de várias causas e projetos cívicos dedicados à sua terra e aos moreirenses, que lhe valeram a Medalha de Alto Mérito (Grau Ouro) pela Câmara Municipal da Maia.

Em 1964, fundou a Farmácia Gramaxo, em Moreira, que manteve até aos dias de hoje, numa sociedade familiar.

O funeral realiza-se esta tarde, 13 de agosto, pelas 16 horas, no Mosteiro do Divino Salvador de Moreira, onde chegará pelas 15h30 da Capela Mortuária do Cemitério de Moreira, onde foi velado. Irá a sepultar no Cemitério de Moreira. A missa de 7º dia terá lugar no Mosteiro do Divino Salvador de Moreira na próxima terça-feira, dia 18 de agosto, pelas 19 horas.

 

Junta decreta dois dias de luto

Carlos Moreira, presidente da Junta de Freguesia de Moreira e sucessor de David Branco nesse cargo, já reagiu nas redes sociais à partida do ex-autarca, destacando-o como «uma referência de como se deve ser autarca, servir, dedicar e lutar pelos seus ideais e pelo melhor da nossa freguesia».

A Junta de Fraguesia de Moreira decretou dois dias de luto na vila, a vigorar até amanhã, dia 14 de agosto.

 

𝐍𝐎𝐓𝐀 𝐁𝐈𝐎𝐆𝐑Á𝐅𝐈𝐂𝐀*

𝑫𝒂𝒗𝒊𝒅 𝑫𝒊𝒂𝒔 𝒅𝒂 𝑯𝒐𝒓𝒂 𝑩𝒓𝒂𝒏𝒄𝒐 (𝟏𝟗𝟒𝟒-𝟐𝟎𝟐𝟎)

David Dias da Hora Branco nasceu a 12 de março de 1944 na freguesia de Moreira, concelho da Maia. Filho de Joaquim da Hora Branco, agricultor e comerciante, e de Ana Dias Moreira Farinha, doméstica e comerciante.

Estudante trabalhador, concluiu o Curso Geral do Comércio na Escola Comercial Oliveira Martins, no Porto, em regime de ensino noturno.

Em 1964, adquiriu, em sociedade, a propriedade da Farmácia Gramaxo, que ainda hoje detém, numa sociedade familiar.

Técnico de Farmácia, frequentou múltiplos cursos de formação, aperfeiçoamento e reciclagem, tendo mesmo sido monitor e coordenador do Grupo de Formação Contínuas da Associação Nacional de Farmácias.

Sempre muito ativo no associativismo, fez parte do movimento que transformou o antigo Grémio Nacional das Farmácias numa associação profissional de cariz democrático.

Na Associação Nacional de Farmácias foi, sucessivamente, Secretário da Mesa do Conselho Nacional e da Assembleia Geral, Delegado Distrital do Porto, membro da Direção da Secção Regional do Norte; de 1995 a 2012, foi eleito Presidente da Mesa da Assembleia Geral e, por inerência, do Conselho Nacional. Foi, ainda, Presidente do Conselho Fiscal.

Em 1975, foi fundador da COOPROFAR, Cooperativa dos Proprietários de Farmácia, CRL, a cujos corpos gerentes pertenceu durante cerca de uma década.

Sócio fundador do MONAF – Montepio Nacional das Farmácias, e da Casa do Farmacêutico, SA, foi Presidente do Conselho Fiscal, destas duas instituições, até ao final de 2014.

Como autarca, foi membro da Assembleia de Freguesia de Moreira e, simultaneamente, da Assembleia Municipal da Maia, de 1980 a 1985, tendo sido líder do grupo municipal do PSD nessa assembleia.

Na Junta de Freguesia de Moreira, ocupou a função de Secretário de 1986 a 1989, sob a Presidência de Fernando Carvalho Sá.

Foi Presidente da Junta de Freguesia de Moreira, em dois mandatos consecutivos, de 1990 a 1993 e de 1994 a 1997.

Tomou a iniciativa de promover a elevação de Moreira à categoria de Vila e de criar o “Brasão da Vila de Moreira” e os respetivos “Pendão” e “Bandeira”.

Foi dirigente, ativo colaborador ou sócio de muitas instituições, com destaque para: Centro Social das Guardeiras, Associação Banda de Música de Moreira, Grupo Desportivo Leões da Guarda, Associação Recreativa e Cultural de Moreira da Maia – Rancho Infantil, Futebol Clube de Pedras Rubras, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Moreira-Maia, Clube Académico de Pedras Rubras, Associação Social e Cultural do Monte das Pedras.

Escreveu, com frequência semanal, no “Jornal da Maia”, tendo, também, escritos seus publicados nos jornais “O Primeiro de Janeiro”, “O Comércio do Porto” e “Jornal de Notícias”.

Com incursões pela poesia, pelas biografias e pela História Regional e Local, proferiu várias palestras, nomeadamente, sobre o Mestre Albino José Moreira e o Conselheiro Luís de Magalhães.

No que toca ao reconhecimento público, por entre várias distinções, foi agraciado com a Medalha de Alto Mérito (Grau Ouro) pela Câmara Municipal da Maia.

Coordenou, desde a sua génese (1987) e até à sua 17.ª edição (2003), o “Encontro com a Arte”, iniciativa da Junta de Freguesia de Moreira, dedicada à divulgação das artes plásticas, com duas mostras anuais: “Pintura e Escultura” e “Arte Sacra e Artesanato”.

Em 2019, foi o patrono da 1.ª edição do Moreira com Arte, iniciativa que muito acarinhou, sendo, malogradamente, das últimas em que se envolveu civicamente. Por essa ocasião, foi homenageado pela Junta de Freguesia de Moreira, reconhecendo-se, uma vez mais, todo o labor que desenvolveu em favor de Moreira e dos moreirenses e nos “Encontros com a Arte”.

David Dias da Hora Branco teve uma vida intensa, de causas, de projetos e de realizações, dedicada aos outros, à sua Terra e orientada por valores, princípios e condutas nobres, leais e de elevada retidão, que o tornam numa referência entre os autarcas maiatos contemporâneos.

 

*Autoria do texto biográfico: José Maia Marques,
com adaptações de Hélder Quintas Oliveira.

 

Fotografias com direitos reservados

Deixe uma resposta