O MaiaHoje tomou conhecimento que, desde há sensivelmente um mês, intitulando-se colaboradora do “Jornal da Maia” e MaiaHoje, alguém anda a burlar os Comerciantes maiatos.

Ao que nos foi denunciado por um Comerciante do centro da cidade, uma burlona, usando máscara, de média estatura, cabelos escuros, aparentando ter entre 20 e 30 anos, andará por várias lojas, de modo fraudulento, a angariar publicidade e assinaturas, para as nossas publicações, por valores entre 35 e mais de 100 euros, tendo, neste caso em apreço, extorquido o valor da assinatura da nossa publicação.

A angariação é solicitada em dinheiro, prometendo a emissão da factura e recibo, por questões de logística, apenas para o dia seguinte.

A administração do MaiaHoje e do Jornal da Maia, esclarece a população que:

1 – Todos os nossos colaboradores possuem identificação própria;

2 – Não aceitamos pagamentos em dinheiro, sem a entrega imediata de factura e recibo;

3 – Em caso de dúvida, podem contactar o nosso jornal pelo telefone 22 406 21 26 e em caso de recusa de identificação, solicitar a comparência das autoridades para a devida identificação.

Este tipo de práticas ilícitas é comum, normalmente usando a boa imagem de empresas e instituições, neste caso, da publicação mais antiga e prestigiada da Maia, principalmente tendo por alvo os Comerciantes.

Devem, nomeadamente os senhores comerciantes, conhecendo a lei, antes de entregar qualquer valor, exigir a identificação de empresa, o cartão de cidadão e a apresentação da factura e recibo.

O Maiahoje e Jornal da Maia excluem assim qualquer tipo de responsabilidade perante estas situações que lhe são alheias.

Deixe uma resposta