Ânimo, solidariedade e resiliência

Ânimo, solidariedade e resiliência

Artigo de opinião de Emília Santos, vereadora do Pelouro da Saúde da Câmara Municipal da Maia.

Parecem distantes os dias em que os nossos rostos e os nossos gestos eram livres. Estes longos e estranhos meses estão a deixar marcas, não podemos ignorar, e o cansaço que vamos sentindo parece que fica mais pesado quando vemos que o nosso inimigo resiste, e percebemos que, tão cedo, esta guerra não acabará.

Mas deixem-me que vos diga que a guerra vai ter um fim e eu sei quem vai prevalecer: nós. Nós vamos ganhar esta guerra. Digo isto com a confiança que me inspira a vossa força, a vossa coragem, a vossa tenacidade em levarem a vida para a frente.

As próximas semanas vão ser mais um desafio para a nossa comunidade, e com um significado muito especial pois, para além da necessidade imperiosa de contribuirmos para a prevenção de contágio e de cuidarmos dos que estão doentes, todos nós estaremos a mover-nos na esperança de podermos ter um Natal com alguma normalidade.

Que isso constitua, pois, um suplemento reforçado de ânimo para o nosso dia a dia, que reforce os laços de solidariedade que caracteriza a nossa comunidade, que alimente a resiliência que nos faz olhar com esperança para o futuro.

Que, mesmo com máscara e com distanciamento, saibamos ter um sorriso e um gesto de cumplicidade para o próximo.

Emília Santos
Vereadora do Pelouro da Saúde
Câmara Municipal da Maia

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *