Cidade da Maia recebe iniciativa onde quanto mais pedalar, mais ajuda

Cidade da Maia recebe iniciativa onde quanto mais pedalar, mais ajuda

Na próxima semana chegará ao nosso concelho uma iniciativa solidária. “Pedalar por uma Causa” é um projeto, criado pela Rubi Gás, que consiste em pedalar e contribuir para ajudar quem mais precisa.

A cidade da Maia recebe, no dia 11 de agosto, a iniciativa “Pedalar por uma Causa”, um projeto criado no âmbito do patrocínio da Camisola Verde da Volta a Portugal em Bicicleta e que visa a angariação de fundos para apoiar instituições de solidariedade social.

Tal como nos anos transatos, esta iniciativa decorre na Feira de Animação das Chegadas e contará com uma estrutura, order levitra alberta com bicicletas estáticas, onde todos podem pedalar e contribuir para ajudar quem mais precisa, sendo que cada quilómetro pedalado corresponde a 5 euros, a serem doados. As bicicletas vão estar montadas no stand da Rubis Gás, a partir das 14h00 e basta aparecer no local.

Segundo Cristina Machado, diretora de marketing, projetos e viagra for sale desenvolvimento de negócio da Rubis Gás «no final da competição, os quilómetros acumulados nas várias localidades são contabilizados e convertidos, e o valor total repartido por três instituições de solidariedade social».  

A Associação No Meio do Nada – O Kastelo; a CERCI Braga e a FROC – Fundação Rui Osório de Castro, viagra news vão ser as instituições contempladas pela iniciativa “Pedalar por uma Causa” nesta 83.ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta. A iniciativa pode ser acompanhada nas redes sociais em https://www.facebook.com/rubisporumacausa e www.instagram.com/rubis_porumacaus.

Na edição anterior, em 2021, os portugueses pedalaram 3906,3 quilómetros conseguindo, assim, mais de cheapest viagra now online 19.000 euros. O valor foi repartido pelas seguintes instituições de solidariedade social: Grupo Dançando com a Diferença, Centro Comunitário Bento XVI e Associação das Aldeias de Crianças SOS Portugal. Já a Camisola Verde Rubis Gás foi entregue a Rafael Reis, da Efapel, vencedor da última etapa contrarrelógio em Viseu

Compartilhar este post