Não há Festas de Santo Ovídio sem a tradicional Feira das Cebolas, que, habitualmente, abre portas no último fim de semana de agosto. Este ano, durante os próximos dias 25 e 26, das 9 às 23 horas, o Castêlo da Maia cumpre o costume secular de uma freguesia que, embora industrializada, ainda preserva uma forte componente agrícola.

O evento terá lugar no Centro Histórico do Castêlo da Maia (no espaço envolvente ao Monte de Santo Ovídio e do Museu de História e Etnologia da Terra da Maia) e está inserido nas Festas em Honra de Santo Ovídio, organizadas pela junta de freguesia local.

Vários espaços e vivências da tradicional feira serão retratados, assim como será recriado, da forma mais aproximada possível, um momento de festa, de convívio e o encontro de pessoas.

Através da recriação da feira, a organização, sob a tutela do Museu de História e Etnologia da Terra da Maia, pretende sensibilizar toda a comunidade para a defesa e salvaguarda do património material e imaterial, motivar a gente da Maia a preservar e reproduzir o mais fidedignamente possível as suas tradições, as suas vivências, de forma a perpetuar as memórias do passado, herdeiras de um pilar basilar da cultura de um povo, de uma gente e dum espaço que lhes pertence.

O evento promove várias atividades ao vivo como o entrançar da cebola, venda de olaria (rusgas) e, naturalmente, do alimento que dá nome à recriação: as cebolas.

Na feira poderão ainda ser apreciadas diversas iguarias regionais relacionadas com a cebola (doçaria regional e fumeiro tradicional) e, como em todos os anos, a animação será contemplada com a participação dos grupos regionais e folclóricos do concelho.

Deixe uma resposta