A empresa maiata HUUB, sediada em Vila Nova da Telha, está entre os finalistas do prémio “Hottest FashTech Startups” da Europa. A nomeação foi atribuída pelo júri do The Europas Awards, evento patrocinado pela TechCrunch, uma influente publicação norte-americana no segmento da tecnologia.

Depois do anúncio do levantamento de uma nova ronda de investimento, no valor de 1,5 milhões de euros, um negócio fechado com a gigante mundial da logística Maersk, a HUUB volta a virar os holofotes internacionais para Portugal.

Desta vez foi nomeada como uma das empresas “mais sexy” da Europa na área da tecnologia e da moda – “Hottest FashTech Startups” – uma distinção atribuída no âmbito dos disputados The Europas Awards, um dos mais importantes da Europa. O evento foi fundado por Mike Butcher, escritor e editor de renome na indústria das startups e da tecnologia.

Para Luís Roque, co-fundador e CEO da HUUB, esta é uma «importante nomeação» que acrescenta que «não queremos apenas que a HUUB seja vista como “sexy”, mas sim que toda a indústria da logística seja interpretada como uma área de negócio atraente, cativante, com potencial de crescimento e capaz de seduzir os melhores talentos nacionais e internacionais».

«Tornar a logística um setor cada vez mais interessante» tem sido uma das principais missões da HUUB, que fechou, no mês passado, o ciclo de “seed-stage” de financiamento com um total de 4,35 milhões de euros angariados. Este é um dos maiores investimentos de sempre registados em Portugal e representa mais do dobro da “seed” média norte-americana e quatro vezes a média europeia.

Na base do percurso de sucesso da HUUB, iniciado em 2015, está um modelo de negócio inovador que garante um serviço integrado em toda a cadeia de abastecimento de uma marca. Com um grande foco na multimilionária indústria da moda, tem como principal objetivo conferir a marcas independentes maior eficiência e capacidade competitiva para combater o monopólio dos principais players da indústria do “Fast Fashion”.

Para isso, desenvolveu uma plataforma integrada, intitulada Spoke, que gere interações de ponta a ponta, desde fornecedores a clientes finais (B2B ou B2C), em mais de 123 mercados. Por outro lado, recolhe, analisa e partilha dados estratégicos e personalizados sobre fluxo de mercadorias e tendências do setor, dotando as suas marcas de informação que lhes permite tomar decisões de negócio mais eficazes.

Deixe uma resposta