É já amanhã, pelas 22 horas, que a Orquestra Sinfónica da Casa da Música chega, mais uma vez, à Maia para um concerto que promete voltar a encher a Praça Doutor José Vieira de Carvalho.

No seu regresso à cidade da Maia, a Orquestra Sinfónica convida a uma viagem por paisagens e danças contagiantes. Começa por apresentar as intermináveis planícies alentejanas que Joly Braga Santos verteu em música. Salta depois a fronteira para dançar os ritmos espanhóis, primeiro nascidos na imaginação de um russo que nunca pisou a Península, depois por um andaluz que mergulhou apaixonadamente no cante jondo. Pelo meio, outro russo faz dançar os demónios ao som de melodias mágicas. O concerto termina com Danças de Galanta, uma obra construída sobre as recordações de infância do célebre compositor húngaro Kodály.

Sob a direção musical de Diogo Costa, o Maia Shymphonic trata-se de um evento com entrada gratuita, numa coprodução da Casa da Música e da Câmara Municipal da Maia.

 

PROGRAMA

Joly Braga Santos | Abertura Sinfónica nº 3, op.20

Nikolai Rimski-Korsakoff | Capricho Espanhol

Igor Stravinski | Dança Infernal de O Pássaro de Fogo

Manuel de Falla | Interlúdio e Dança Espanhola de A Vida Breve

Zoltán Kodály | Danças de Galanta

Deixe uma resposta