No próximo dia 7 de setembro, pelas 19 horas, a Galeria G.M.1 do Fórum da Maia recebe a inauguração da exposição de Paulo Neves.

Nascido em Cucujães, Oliveira de Azeméis, em 1959, Paulo Neves frequentou o Curso de Pintura da FBAUP, tendo convivido e trabalhado com diversos artistas em vários países da Europa. São inúmeras as exposições coletivas e individuais em que esteve presente, bem como os acervos onde se encontra representada a sua obra.

«Se penso em música quando me encontro com esta obra, é a cantata a forma que se impõe. Peça cantada, em contraste com a peça tocada, a cantata, é escrita para voz e tem os dois destinos, pode ser profana e sagrada» (em “Lugares Marcados”, Fátima Pombo).
«[… ] cada escultura é uma palavra nova, um novo rosto, o nascimento de um novo irmão tão antigo» (em “Solidão Povoada”, Carlos Neves Carvalho).
«Há um caminho de metamorfoses na escultura de Paulo Neves. Da árvore rude, do corpo selvagem das criaturas da floresta, para a transfiguração do humano que guarda a memória, a nostalgia das formas primitivas da natureza» (em “À volta da mesa”, Maria João Fernandes)

Esta exposição poderá ser visitada, gratuitamente, até ao próximo dia 7 de outubro, de terça a domingo, das 9h00 às 22h00, com possibilidade de agendamento de oficinas e visitas guiadas de terça a sexta, das 10h00 às 16h00.

Deixe uma resposta