Em 2017, a quantidade de materiais separados e colocados para reciclagem nos Ecopontos, Ecocentros e Zonas de Recolha Seletiva rececionada pela Lipor foi de 60.639 toneladas, representando um crescimento de 1,87% relativamente a 2016.

Os cidadãos da área de intervenção da Lipor separaram 11.854 toneladas de plásticos e metais, 14.889 toneladas de papel e cartão, 18.731 toneladas de vidro e 15.165 toneladas de outros materiais, entre os quais monstros não metálicos, madeiras, REEE, pilhas, baterias, lâmpadas, tinteiros e toners e óleos alimentares usados.
Estes valores são, não só «fruto do forte investimento e da aposta que a Lipor e os municípios associados têm desenvolvido, com vista a maximizar e incrementar a quantidade de materiais a enviar para reciclagem», mas também do aumento da consciência e da sensibilidade do cidadão na separação de resíduos no seu dia-a-dia.
Neste momento os cidadãos dos 8 municípios da Lipor, dos quais a Maia também é parte integrante, têm à sua disposição um sistema completo de infraestruturas, equipamentos e serviços para a deposição seletiva dos resíduos, nomeadamente, Ecocentros, Ecopontos e circuitos de recolha seletiva porta-a-porta.
Este conjunto de infraestruturas é ainda, complementado por um conjunto de serviços especiais de recolha e pelo Centro de Triagem e Plataformas de Apoio, onde os materiais separados pelos cidadãos sofrem uma separação suplementar mais detalhada (triagem), sendo posteriormente enviados para as indústrias de reciclagem.
Para a Lipor «até 2020 o desafio é grande», por isso deixam um apelo: «Contamos com todos!».

Deixe uma resposta