“Recicla-te!” dá nome à nova campanha de comunicação com rastreios agendados para dias 24 e 25 de setembro, na Praça Dr. José Vieira de Carvalho. 

“E tu? Será que já te questionaste quanto a este problema? Será que também o tens e não te apercebeste?” estas são as questões levantadas pela Lipor na nova campanha que promete fazer pensar sobre a problemática do ambiente.

Nesse sentido, ocorreu, na passada segunda-feira, dia 16 de setembro, na Póvoa de Varzim, uma Conferência de Imprensa que marcou o arranque da nova campanha de comunicação, lançada pela Lipor e pelos seus Municípios Associados, sob o mote “Recicla-te!”.  «Muda de atitude, muda a tua vida, transforma-te. E assim sim, estarás a ajudar o planeta e o ambiente», é o desafio.

«Atualmente, fala-se constantemente das alterações climáticas, do crescimento do consumismo, movido pela criação de novas necessidades, pela menor duração de vida dos produtos e pela sua rápida transformação em resíduos. E depois? O que fazemos aos nossos resíduos?

A pouco adesão à reciclagem deve ser encarada como um problema grave e, principalmente, como um problema que nos toca a todos e do qual somos responsáveis. Se os cidadãos são os causadores de resíduos, também são agentes de mudança se devolverem para reciclar os resíduos que geraram e que transformados se tornam em recursos», explica a Lipor a propósito.

A nova Campanha de Comunicação assenta numa abordagem que questiona os cidadãos quanto aos seus hábitos e motiva-os a juntarem-se a todas as pessoas que já reciclam e que ultrapassaram o problema. Pessoas essas que deixaram de tratar os resíduos como lixo e de misturar tudo no mesmo saco.

Para a Lipor, «a linguagem necessita de ser mais clara, de explicar que lixo e resíduos não são a mesma coisa, porque os resíduos (como por exemplo papel e cartão, plástico e metal, vidro) têm possibilidade de gerar novos produtos, de ter uma nova vida, mas o lixo não. Tudo aquilo que não reciclamos em casa não pode ter uma nova vida, não podendo voltar a ser matéria-prima e promover a transição de uma economia linear para uma economia circular. A responsabilidade do problema do “lixo” é de cada um e a mudança também. Depende de todos não fazermos dos nossos resíduos, lixo».

A Campanha de Comunicação ganhará voz e chegará ao quotidiano dos cidadãos através uma forte presença nos meios de comunicação locais, com o objetivo de espalhar a mensagem e conceder notoriedade a esta temática emergente. De forma a dar o primeiro passo e a ajudar a perceber quem tem, efetivamente, um problema, circulará pelos oito Municípios Associados da Lipor uma carrinha de rastreio, que desafia todos a fazerem um diagnóstico e a conseguirem a melhor receita para ultrapassar o problema. Assim, a Praça Dr. José Vieira de Carvalho recebe nos próximos dias 24 e 25 de setembro a carrinha e, com ela, a oportunidade de dar o primeiro passo e fazer um rastreio.

Deixe uma resposta