O tenista eslovaco Josef Kovalik sagrou-se, este domingo, campeão do regressado Maia Open, ao derrotar, numa final de sentido único, o francês Constant Lestienne, em apenas dois sets, pelos parciais de 6-0 e 6-4.

O público, que preencheu em número muito considerável as bancadas do court central do Complexo de Ténis da Maia, queria que o encontro durasse mais tempo do que realmente durou, já que o eslovaco, com uma entrada muito determinada, adiantou-se fatalmente (para Lestienne) e não permitiu veleidades. A única altura em que o francês se aproximou do seu real valor, aconteceu no decorrer do segundo set, quando reduziu para 3-4, mas, depois, Kovalik voltou a ser mais forte e fechou o encontro com um smash a meio court.

«Estou muito contente e não esperava, quando cheguei aqui, que pudesse ganhar o torneio, mas estou muito feliz e quero dedicar o título a duas pessoas especiais para mim, a minha filha e a minha mulher, que estiveram a assistir ao jogo pela televisão”, declarou no final o campeão. Kovalik levou a fatia maior do prize money, um cheque de 6.190€, enquanto Lestienne arrecadou 3.650€.
Na cerimónia de entrega de prémios estiveram, entre outras individualidades, o presidente da Câmara Municipal da Maia, António da Silva Tiago, o presidente da Asssembleia Municipal, Bragança Fernandes, o vice-presidente da autarquia, Paulo Ramalho, o presidente da Federação Portuguesa de Ténis, Vasco Costa, o representante da Fundação do Desporto de Portugal, Paulo Marcolino, o presidente da Associação de Ténis do Porto, Paes de Faria, e o director do Torneio, João Maio.

Deixe uma resposta