Ao que o Maiahoje apurou, durante o dia de ontem (terça-feira, dia 10), intensificaram-se reuniões nas candidaturas ao núcleo do PSD Águas Santas/Pedrouços, dado ter-se verificado que, por impossibilidade estatutária (alegadamente falta de quotas em dia), o apresentado candidato Vítor Alves (“Juntos na Continuidade”), não poderá concorrer às referidas eleições que irão ocorrer no próximo dia 14 de Abril a partir das 14 horas.

No sentido de ultrapassar a questão estatutária, em reunião tida com a outra candidatura conhecida, propunha o candidato Vítor Alves, que a eleição fosse adiada uma semana. Ao que o MaiaHoje apurou, a outra lista concorrente negou o adiamento.

Assim, em comunicado emitido hoje à tarde, a candidatura “Juntos na Continuidade”, apresenta o então candidato a vice-presidente, Cândido Graça, como cabeça de lista de forma a dar seguimento ao projecto. Não obstante aproveitam para repudiar a recusa da outra lista «para nós os votos são conquistados pela confiança depositada pelos militantes, com base nas ideias, intenções e trabalho realizado, de e para o núcleo do PSD de Águas Santas e Pedrouços, algo que consideramos um valor essencial. Poder a qualquer custo, não está na nossa génese. Lamentamos que outros não pensem de outra forma», escreve Cândido Graça em nome da candidatura.

No mesmo comunicado, o candidato, refere ter havido «unanimidade da escolha» e que tal desígnio será «uma honra», acrescentando que «apesar da alteração imposta, tal não altera em nada as nossas intenções, propósitos e convicções», escreveu.

Cândido Graça diz ainda que a sua candidatura é «bem mais do que um desfile de caras conhecidas das nossas freguesias (…) é um projecto com propósitos claros , assente em valores fundamentais, que assegura uma união, estabilidade e continuidade, garante de vitorias e sucessos, sempre na defesa do núcleo e das freguesias de Águas Santas e Pedrouços, sem distinção, e independente de quem seja o seu líder», acrescentando um elogio ao trabalho da anterior Comissão Política liderada por José Manuel Sampaio, apelando a que «os valores que nos regem de humildade, trabalho, dedicação e perseverança, bem como as nossas ideias e intenções (…) possam merecer a confiança dos militantes e que se traduza em urna, em votos expressos na nossa candidatura», apelou.

Contactado pelo Maia Hoje, o outro candidato já apresentado, Ivo Ribeiro, que representa a lista “Confiança no Futuro”, confirmou o contacto da outra lista e referiu que «por unanimidade e por respeito aos mais de 250 militantes com capacidade eleitoral, consideramos que não faria sentido adiar as eleições», remetendo-nos para uma nota informativa onde é historiado todo o processo de candidaturas, relatando ainda que a lista «“Confiança no Futuro” foi apresentada a 24 de Março e a “Juntos na Continuidade”, apresentada a 7 de Abril» disseram.

Salientam na mesma nota que «na data em que a candidatura “juntos na continuidade” se apresentou aos militantes, já era conhecido do até então seu líder (Vítor Alves) que não reunia pessoalmente as condições legais e estatutárias para ser candidato ao órgão para o qual se apresentou como candidato», escrevem, acrescentando que «o próprio Vítor Alves, já nessa data bem conhecia, pois a “impossibilidade estatutária” agora invocada pela Candidatura, nada mais é que a falta de pagamento de quotas no prazo devido pelo cabeça de lista, situação que no Regulamento Eleitoral conjugado com os Estatutos do Partido, impossibilita o referido militante de se candidatar», alegam.

Continuando o relato dizem que muito estranharam quando «dois dias após a apresentação pública dessa candidatura, nos é proposto pela lista adversária “…o adiamento das eleições de forma a que o referido Vítor Alves, o candidato já apresentado, cumprisse os requisitos estatutários à sua eleição”», acrescentando que o pedido formulado «não encontra qualquer suporte legal nos Estatutos do Partido bem como no Regulamento Eleitoral», pelo que «face a essa realidade, não poderia nunca esta candidatura aceitar esta proposta, quanto mais não fosse, porque a mesma consubstanciaria a prática de uma ilegalidade, situação à qual nunca nos associaremos, não só pelo respeito que devemos à Lei mas também pelo respeito que os(as) nossos(as) militantes nos merecem», dizem.

«Somos apologistas de que para liderar são necessárias várias qualidades e competências que são essenciais ao bom desempenho das funções a que um líder tem de levar a cabo no decurso do seu mandato. O conhecimento e o respeito das regras que norteiam o partido e o núcleo é uma delas, sendo essencial, não só para o próprio, mas também porque o próprio deve ser um exemplo para os restantes companheiros, ora no caso concreto, a situação em que a candidatura adversária se encontra, resulta antes de mais do desconhecimento dessas regras e obrigações, mas ainda pior do que isso, do incumprimento de algumas delas», transmitiram, acrescentando ser seu dever «garantir, no que nos diz respeito, que o processo eleitoral decorre no estrito respeito pelas regras que o regem, bem como dos valores preconizados pelo PPD/PSD e não numa lógica em que tudo é possível desde que garanta a chegada ao poder».

Ivo Ribeiro diz ainda não acreditar na «individualização da política», mas sim «no trabalho de equipa», apelando seguidamente à participação no acto eleitoral através do voto.

 

ACTUALIZAÇÃO  2018.04.12 às 19:00

COMUNICADO
«Eleições no núcleo do PSD de Águas Santas e Pedrouços

A candidatura “Juntos na Continuidade” abdica tecer considerações ao comunicado da lista adversária.

Em face da escalada informativa subsequente ao nosso comunicado datado de de 11 de abril, a candidatura “Juntos na Continuidade” informa que abdica tecer considerações ao comunicado da lista adversária pois não nos revemos no tom, forma e conteúdo do mesmo.

Consideramos que este <<ping-pong>> de palavras não está de acordo com os nossos princípios e valores.

Estamos plenamente convencidos que estas tomadas de posição em nada ajudam à credibilização do Núcleo do PSD de Águas Santas e Pedrouços, contribuindo decisivamente para o afastamento dos militantes, prejudicando seriamente o partido.

Mais informações sobre esta candidatura poderão ser obtidas na sua página do Facebook: https://www.facebook.com/juntosnacontinuidade/

Deixe uma resposta