Será inaugurada amanhã, 23 de março, pelas 18 horas, no Museu de História e Etnologia da Terra da Maia, a exposição coletiva subjacente ao tema “Cristo”. A inauguração contará com a presença do escritor Richard Zimler que partilhará as suas reflexões sobre CRISTO.

Esta exposição é o resultado das obras de um grupo de 11 artistas – Coletivo 18: Beatriz Sendin, Carla Mota, Fernando e Milena Miguel, Fernando Jorge, Filipe Meneses, João Gomes, Kuul Portugal, Lourdes Ferreira, Manuel Machado “Pinha”, Pedro Riobom que pretendem afirmar que “A fronteira entre a arte e o artesanato é uma linha de contornos ténues, na avaliação de objetos únicos, feitos integralmente à mão, com uma maneira específica de fazer, onde o autor afirma a sua sensibilidade”.
Coletivo 18 é um grupo formado por 11 pessoas que trabalham nessa fronteira, a partir de materiais diversos – barro, pasta de papel, tecido, metal, e que se lançaram numa experiência de tratarem temas comuns, integrados num projeto independente, em que cada um trará a sua individualidade, experiência e visão, sobre cada um dos temas escolhidos. A apresentação dos trabalhos resultantes do projeto, ao longo do ano 2018, acontecerá em 3 exposições, em 3 locais e em 3 momentos de tempo e cada evento terá a duração de 3 dias. Na inauguração de cada exposição terá lugar o encontro com os autores das obras expostas. O primeiro momento, com o Tema Cristo, terá lugar nos dias 23, 24 e 25 de Março, no Museu de História e Etnologia da Terra da Maia.
O evento tem entrada gratuita.

Horário | Das 09h00 às 12h30, e das 14h00 às 17h30

 

Deixe uma resposta