A Câmara Municipal da Maia vai ativar, à meia-noite desta terça-feira, o Plano de Emergência e Proteção Civil Municipal devido à pandemia Covid-19. A decisão foi comunicada hoje pelo executivo de António Silva Tiago.

Este plano regula a forma com é assegurada a coordenação institucional e a articulação e intervenção das organizações envolvidas no sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro e de outras entidades publicas ou privadas a envolver nas operações, constituindo se como uma plataforma que se encontra preparada para responder, organizadamente, a situações de acidente grave ou catástrofe, definindo as estruturas de Direção, Coordenação, Comando e Controlo.

A exemplo da declaração do Estado de Emergência Nacional, a ativação do Plano de Emergência e Proteção Civil Municipal da Maia permitirá dotar o município do instrumento legal para tomar as decisões que venham a ser necessárias para combater a pandemia, bem como a reforçar a articulação entre todas as entidades de socorro e segurança do concelho

De notar que a 10 de março, a Câmara Municipal, por despacho do seu presidente, decidira já o encerramento ao público dos estabelecimentos municipais, de parques e jardins, bem como de feiras e mercados.

O despacho de ativação do Plano de Emergência e Proteção Civil da Maia foi assinado hoje pelo presidente da Câmara Municipal e pelo vereador com o pelouro da Proteção Civil, sob proposta da Comissão Municipal de Proteção Civil e tem como base “a pandemia que assola o território nacional”.

Deixe uma resposta