Hoje, dia 23 de Abril, pelas 21h30, no Hotel Holiday Inn. O convidado é Paulo Sande, cabeça-de-lista do Aliança às eleições europeias. 

O Clube dos Pensadores (CdP) vai continuar a sua incursão pelas eleições europeias que se realizam a 26 de Maio.  Joaquim Jorge depois de ter convidado, Marisa Matias cabeça-de-lista do BE às eleições europeias, convidou Paulo Sande cabeça-de-lista do Aliança às eleições europeias.

Paulo Sande, professor, ex-representante do Parlamento Europeu em Portugal, até há pouco tempo consultor político do presidente da República.

O Clube dos Pensadores é a primeira vez que recebe alguém do Aliança, já recebeu noutras ocasiões o fundador do Aliança Pedro Santana Lopes, mas noutras circunstâncias.

Recorda que a primeira grande enchente que o CdP teve foi quando Pedro Santa Lopes aceitou falar publicamente depois de ter sido Primeiro-Ministro, estando presente no CdP em 2007.

Esta primeira ida a votos do Aliança é muito importante para ganhar balanço para futuras eleições. É um partido novo e isso gera sempre alguma expectativa. Estas eleições europeias são uma prova de fogo.

«O Aliança é liderado por Pedro Santana Lopes, um político que anda nestas andanças há muito tempo, mostra coragem ao escolher Paulo Sande, independente e inexperiente nas lides partidárias.

Paulo Sande defende que qualquer decisão relevante para Portugal tomada em Bruxelas deve passar por uma posição prévia dos deputados portugueses, para além de permitir a intervenção dos portugueses através de debates populares.

Quanto aos princípios gerais do Aliança para a Europa, defende que os excedentes orçamentais excessivos são tão contrários às regras do tratado como os défices excessivos.

Preconiza uma luta contra a pobreza, contra a corrupção, redobrados cuidados com o ambiente e a luta contra os nacionalismos extremistas, o protecionismo e o unilateralismo.
Uma atenção especial ao mundo digital: criação em Portugal de um programa de formação em elementos de inteligência artificial, o lançamento de uma reflexão pública alargada sobre a democracia 4.0», refere Joaquim Jorge no lançamento do evento-

O CdP durante o mês de Maio faz uma paragem, em virtude das eleições europeias realizadas a 26 de Maio. Joaquim Jorge convidou Joana Marques Vidal, até há pouco tempo, Procuradora-Geral da República, que aceitou o seu convite, estando a tratar de acordar uma data disponível.

Deixe uma resposta