Joaquim Jorge, fundador do CdP – Clube dos Pensadores, convidou António Saraiva, líder da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, para estar presente na próxima segunda-feira, dia 15 de janeiro, pelas 21h30, no Hotel Holiday Inn, em Gaia.

O Clube dos Pensadores inicia, assim, o seu ciclo de debates em 2018, ouvindo a voz do líder dos patrões sobre o atual momento político.

«Ao fim de dois anos de Governo PS com apoio parlamentar do PCP e BE, a nível económico, foi o melhor deste governo: O défice está baixo – 1,4% -, com um crescimento – 2,6% -, com um desemprego a cair sucessivamente estando nos – 8,5% -, os juros da dívida pública a 10 anos caíram para níveis históricos – 2% -. O calcanhar de Aquiles é a dívida pública – 129% do produto Interno Bruto (PIB).
O pior deste governo, que não era de esperar, foi os incêndios e o desaparecimento das armas em Tancos. Mas, já não bastava isso, a decisão do Infarmed vir para o Porto, a reação a qualquer reivindicação da Administração Pública cedendo sem se inteirar das verdadeiras razões.  A sessão de António Costa com cidadãos pagos para fazerem perguntas. No OE 2018, António Costa recuou e cedeu ao lobby eléctrico. O BE criticou “o dito por não dito” e a impossibilidade de baixar a factura da energia. O governo também foi infeliz na abordagem no surto da Legionella e no jantar da Web Summit no Panteão Nacional.
António Costa que foi exímio e hábil em conseguir algo impensável na democracia portuguesa pós-25 de Abril – um acordo com o BE e PCP de incidência parlamentar. Pequenos detalhes, mas que fazem mossa e mostram algum desnorte. O governo ultimamente tem cometido muitos erros e enganos. Tudo que decide ou faz levanta questões, perguntas, impasses, dilemas, dúvidasquebra-cabeças, mistérios, charadas e enigmas», referiu Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores, acrescentando que «o CdP irá aproveitar a presença de António Saraiva para fazer uma análise como o Governo pode tomar medidas que ajudem a relançar a economia, as queixas dos empresários, concertação social, expectativas com o novo líder do PSD, entre outros».

O CdP já teve presente vários empresários de renome, entre os quais, Alexandre Soares dos Santos e o recentemente falecido Belmiro de Azevedo.

Deixe uma resposta