No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), realizado hoje no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), e de acordo com a informação meteorológica disponibilizada está previsto, para as próximas 48 horas, um agravamento das condições meteorológicas.

Haverá períodos de chuva por vezes forte (entre 10 e 20 mm numa hora) e persistente (entre 30 e 40 mm em seis horas) nas regiões do Norte e do Centro, passando a aguaceiros, que poderão ser fortes, de granizo e acompanhados de trovoada, entre o início da tarde de amanhã, terça-feira, e o final da manhã de quarta-feira.

O vento será forte do quadrante sul, com rajadas até 80 km/h a norte do Cabo Mondego. Nas terras altas das regiões Norte e Centro vento com rajadas até 100 km/h, a partir do meio da tarde de amanhã até ao início da manhã de quarta-feira.

Acima de 1200/1400 metros de altitude, poderá registar-se queda de neve, entre o final da tarde de quarta-feira e o final da manhã de quinta-feira, podendo descer à cota de 1000 metros na serra do Gerês.

A agitação marítima na costa ocidental poderá atingir ondas de sudoeste com 4,0 a 4,5 metros, passando entre o fim da tarde de amanhã e o início da tarde de quinta-feira, para noroeste com ondas de 4 a 5 metros de altura.

Deixe uma resposta