Nos próximos dias 27, 28 e 29 de setembro, o Monte de Santo António em Silva Escura receberá a primeira Bienal da Freguesia de Nogueira e Silva Escura, organizada pela Junta de Freguesia.

O evento promete animar o fim de semana prolongado com música, arte e gastronomia, bem como diversão, paraquedismo, atividade física e concursos para a comunidade. Também haverá entretenimento para os mais novos. A entrada é livre e garante estacionamento gratuito.

O programa é bastante diversificado e invoca tanto a História e tradição, como a cultura contemporânea. Na cerimónia de abertura, os céus serão atravessados por um paraquedista, enquanto em terra, os cavalos percorrerão o recinto em desfile.

Na tarde de sábado, dia 28, terá início o Torneio de Sueca, a que se seguirá um momento para descobrir as curiosidades da Capela de Santo António e a lenda do Nicho, a par do concurso de bolos caseiros. À noite, realizar-se-á o Festival de Folclore com atuação de três grupos, entre os quais o Rancho Regional Recordar é Viver Paramos (Espinho), o Griupo Regional de Moreira da Maia, e ainda o Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo (Viana do Castelo).

No domingo, o dia começa cedo com uma aula zumba, que preparará os participantes para a caminhada solidária entre os Montes da Freguesia (Senhora da Hora e Santo António).

A final do Torneio de Sueca disputa-se na tarde de domingo, dia 29, a que se seguirá a Hora do Conto com Rui Ramos, às 18h00, ocorrerá entre o público e será para todas as idades. Os momentos musicais são muitos, contando com a presença da Orquestra Ligeira da Banda de Música de Moreira da Maia, do grupo SoulBossa (música soul e jazz) e, para finalizar as noites de sexta e domingo, respetivamente, Marcus e Rosinha. O fogo de artifício encerrará o evento com sessão marcada para as 23h30 do último dia do certame. Durante todos os dias, haverá gastronomia, stands de coletividades e instituições, exposições de artesãos locais e convidados e também apontamentos para os entusiastas dos Todo-Terreno.

A principal pretensão do Executivo da Junta consubstancia-se em, a cada dois anos, realizar uma festa da cultura, inovando no programa com convidados e momentos inéditos para o quotidiano da freguesia. Os certames das edições serão sucessivamente renovados, contando com a participação dos fregueses, em especial nas atividades dirigidas à comunidade, e também com o objetivo de sensibilizar a população local para novos conceitos culturais, sem deixar de apostar na promoção do que bom se faz em Nogueira e Silva Escura.

 

Deixe uma resposta