Em informações prestadas aos jornalistas, a Câmara Municipal da Maia avisa que a antiga Estrada Nacional 13 vai ser cortada nos dois sentidos a partir das 13 horas de hoje, dia 22 de Janeiro, para proceder aos trabalhos de reabilitação e colocação da conduta hidráulica «o trânsito nesse sentido será desviado pela Rua da Ponte de Moreira até à ETAR da Ponte de Moreira. No sentido Sul/Norte, o trânsito continua a ser desviado pela A41, tendo a Câmara conseguido a suspensão da portagem», disse a autarquia, revelando ainda que as obras terão uma duração estimada de 30 dias, dilatação do prazo anteriormente estimado em 15 dias, que se deve « à necessidade de colocação da conduta em betão armado reforçado, à posterior compactação e estabilização do solo e pavimentação definitiva», transmitiram.

Parecer Técnico fala em «sobrecarga de veículos para fugir às portagens»

A autarquia revela que «aquando da construção do IC24, atual A41, há cerca de 30 anos, foi utilizada uma conduta em chapa de aço não oxidável (tipo Armaco) para conduzir a linha de água existente no local. Em alguns locais, esta conduta cedeu por envelhecimento, tendo provocado o seu abatimento. A água continuou a correr e foi arrastando os solos. A este problema, acresce a grande pressão a que o piso é sujeito com uma sobrecarga de veículos, que fogem da coroa de autoestradas portajadas. Foi o que aconteceu na antiga Nacional 13 e que já tinha levado ao abatimento anterior do piso da própria A41, em Alfena, Valongo», disse.

A solução que a Câmara Municipal da Maia vai colocar no terreno, segundo a mesma «é mais resistente e duradoura, canalizando a linha de água por uma conduta de betão armado reforçado com cerca de 2 metros de diâmetro».

Fotografia CM Maia

Deixe uma resposta