Ao início da manhã de ontem, domingo, dia 19 de janeiro, na Avenida D. Mendo, ex- Estrada Nacional 13, no troço compreendido entre as rotundas da Sonae e do Tourigalo, mais propriamente, junto à saída para a A41, a apenas a alguns metros do viaduto, o piso abateu-se tornando intransponível aquela via no sentido Sonae-Tourigal.

Gerou-se assim uma cratera de grandes dimensões, aproximadamente com cinco metros de profundidade e de largura, que terá sido originada pela ruptura de uma conduta de água, com mais de 30 anos, feita em ferro, que colapsou por erosão.

Os trabalhos de reparação iniciaram-se hoje de manhã, dia 20, e segundo o presidente da CM Maia, António Silva Tiago, em visita ao local irá ser substituída por uma nova em betão, mais durável, numa obra que irá obrigar ao encerramento das duas vias durante cerca de duas semanas.

Silva Tiago disse ao MaiaHoje que terá «negociado» com o governo a possibilidade de isentar durante o período de obra e até restabelecimento da circulação, as portagens da A41, tendo o governo acedido àquele pedido, estando já em vigor aquela directiva.

Deixe uma resposta