A tradição voltou a repetir-se pelo 22º ano consecutivo. Durante o mês de junho, cerca de 5 600 idosos integram mais uma edição do Programa de Turismo Sénior Maiato, que decorreu até ao passado dia 28 de junho.

Nesta edição, Montemor-o-Novo foi o destino escolhido. Transporte, pequeno almoço, almoço e muita animação estavam incluídos no menu de atividades que implicou o custo significativo de um euro para o seguro. Tudo o resto é assegurado pela Câmara Municipal da Maia, sem qualquer encargo para os participantes que, para integrar o programa teriam de ter idade igual ou superior a 65 anos e ser residentes no concelho da Maia.

Iniciado a 5 de junho, o programa distribuiu as freguesias do município por dez dias, num total de dez autocarros por viagem. O MaiaHoje acompanhou a penúltima viagem do Turismo Sénior Maiato, realizada no passado dia 27 de junho, em que cerca de 600 pessoas da Cidade da Maia encheram dez autocarros. Eram cerca de 8 horas, quando partiram da Maia com destino a Montemor-o-Velho, onde tiveram a oportunidade de visitar o Convento da Nossa Senhora dos Anjos e ainda algumas pastelarias onde se fabrica o tradicional pastel de Tentúgal. As atividades culturais preencheram toda a manhã, a que se seguiu o almoço na Quinta do Outeiro, em Tentúgal, e a tarde ficou entregue ao bailarico com música ao vivo e à habitual sueca partilhada em banco de jardim. O dia terminou perto das 17 horas, altura em que os autocarros se voltaram a encher para regressar à Maia.

Tal como em anos passados, o executivo da Câmara Municipal da Maia, representado por António Silva Tiago e Ana Miguel Vieira de Carvalho, respetivamente, presidente e vereadora com o pelouro da Solidariedade e da Coesão Social da CM Maia, fez questão de partilhar um destes dias com os séniores participantes.

Silva Tiago garantiu dar continuidade a este tipo de programa enquanto for presidente da Câmara Municipal da Maia porque acredita que os séniores maiatos «merecem todas estas atenções e até desejava muito que todos os anos, para além das variações no destino, fosse possível incrementar algo mais e de melhor para que eles se sintam muito bem tratados».

São muitos os projetos que a Câmara Municipal da Maia tem vindo a desenvolver para os séniores, mas «esta é a que eles gostam mais. Dizem que encontram amigos de infância que já não vêem há algum tempo, apesar de morarem perto uns dos outros. Este encontro que lhe permite precisamente conviver com as pessoas da sua freguesia», refere Ana Miguel Vieira de Carvalho, acrescentando que «muitas vezes, esta iniciativa ajuda a quebrar a solidão e a falta de retaguarda familiar que os séniores têm».

Irene Dias tem 71 anos e já participa no Turismo Sénior desde que se reformou, há quatro anos. Acredita ser uma «mais valia», até pelo reencontro de caras que não se vêem há muitos anos. Esta opinião é partilhada por Agostinho Barros, de 74 anos, que descreve a iniciativa como «a melhor de sempre». «É uma grande alegria, principalmente para quem trabalhou muitos anos. Agora que estou reformado, dão-nos uma alegria extra, é uma ação muito bonita da parte da administração da Câmara da Maia», disse sorridente ao garantir que não falhará a nenhuma edição, « Enquanto Deus me der vida e saúde eu tenho esperança de vir, nem que seja de moletas».

O Turismo Sénior Maiato, até hoje, já reuniu mais de 180 000 séniores num projeto e surge como proporcionar às pessoas idosas, bons momentos de lazer, animação e visitas a locais de interesse turístico-cultural.

Deixe uma resposta