O Governo declarou situação de alerta amarelo até domingo, devido às previsões meteorológicas dos próximos dias.

 Portugal está em risco de incêndios florestais até ao próximo domingo, dia 31 de março, segundo a Declaração da Situação de Alerta assinada pelo Governo.

Esta ação advém da previsão dos valores que as temperaturas podem atingir nos próximos dias, o que consequentemente aponta «para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal».

Perante esta ameaça, a Proteção Civil e a Autoridade Nacional de Emergência decidiram aplicar o Alerta Especial Amarelo em todos os distritos, e definir uma série de medidas “excepcionais” a serem colocadas em prática durante este período de tempo.

Assim, contar-se-á nos próximos dias com «elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP» para ajudarem na prevenção de incêndios, através da «vigilância, fiscalização, patrulhamentos», bem como auxílio nos locais de socorro que possam eventualmente surgir.

No mesmo conjunto de providências realça-se ainda a proibição da realização de queimadas, assim como de «queimas de sobrantes de explorações agrícolas e florestais».

Por seu lado, os funcionários públicos e privados que acumulem as funções de bombeiro voluntário serão dispensados em prol desta ação de prevenção.

O Governo garante que está acompanhar o desenvolvimento das operações, fazendo ainda um apelo aos cidadãos para adequarem os seus comportamentos à situação meteorológica em questão.

Deixe uma resposta