A Plataforma de Candidatura à Câmara Municipal de Matosinhos 2021, “Matosinhos Independente” vai realizar a sua primeira reunião operacional no próximo dia 29 de novembro, às 21 horas, Flor de Infesta, em S. Mamede de Infesta, pelo simbolismo de ser a terra onde nasceu o seu fundador Joaquim Jorge.

A reunião é aberta a quem desejar estar presente e tenha simpatia por este projecto. Informamos que a reunião começa, mesmo às 21h e termina às 22h. Somos a favor de pontualidade e reuniões não cansativas e demoradas.

Esta reunião, que terá a duração de uma hora, «é importante para explicar e dar conhecimento da nossa estratégia, para recolher as assinaturas (à volta de 15.000), para podermos ser candidatos às autárquicas de 2021», explica Joaquim Jorge, acrescentando que «temos que nos prevenir em terra para enfrentar o mar de Matosinhos, para isso estamos a começar do zero para construir uma alternativa de poder ao PS».

Joaquim Jorge explicou ainda que «a recolha das assinaturas é fundamental para ter tudo pronto para a decisão final, em que os subscritores terão uma palavra a dizer.

Somos contra fazer as coisas à última hora, sabemos que faltam 3 anos, mas com serenidade, calma e ponderação vamos dar-nos a conhecer e mostrar a nossa razão de ser.

É importante os matosinhenses saberem que assinar uma propositura é permitir que o Matosinhos Independente possa concorrer às autárquicas em 2021, que é diferente de nos apoiarem.

Temo-nos apercebido da relevância desta plataforma de candidatura: múltiplos sinais de nervosismo de quem está no poder e com medo de o perder; apoios expressos via e-mail, telemóvel e pessoalmente; contactos para informação; contactos como podem ser subscritores; entre outros.

Esse apoio temos que o conquistar com humildade e mostrarmos que somos capazes com as nossas ideias, acções e postura, ao longo do tempo que vai decorrer.

É muito bonito ter boas ideias e excelentes pontos de vista, mas para os pormos em prática temos que cumprir o estipulado pela lei, ao mesmo tempo, a recolha de fundos para levarmos a bom porto este projecto», disse.

O objetivo da primeira reunião passa por incorporar novos subscritores e escutar as críticas, elogios, opiniões e ideias para o movimento e fazer o balanço da apresentação pública realizada no passado mês de outubro, onde estiveram presentes uma centena de pessoas.

Deixe uma resposta