Amanhã, dia 2 de fevereiro, pelas 15 horas, será inaugurada a exposição “O Amor é…”, da autoria de Sílvia Neves e Raquel Mendes, no Maia Welcome Center. 

Todos já sentimos amor, seja ele por alguém, por um objeto, por um ídolo ou por uma música. É um sentimento que se demonstra mas de difícil explicação. A ciência traduz por uma química cerebral, estímulos nervosos, complexo fenómeno neurobiológico que desencadeiam sensações de desejo, confiança, prazer, felicidade e sensação de recompensa. É uma sensação química reativa do nosso corpo em relação a outro.
Amor é um sentimento de carinho e demonstração de afeto que se desenvolve entre seres capazes de o demonstrar. Definir o amor é uma tarefa complexa e que pode ser tão diferente a cada ser humano.

Nesta exposição queremos sim refletir contigo a necessidade de amar. Amar os outros, as artes, os animais, a vida, a natureza e o próximo, multiplicar sentimentos de compaixão e altruísmo que caraterizam os humanos, porque o amor conduz o destino da humanidade.

A exposição poderá ser visitada até ao próximo dia 24 de fevereiro.

As autoras
Raquel Mendes e Sílvia Neves, enfermeira e economista, respetivamente, constroem a dupla de artesãs maiatas que dá vida à Cores de Papel. Iniciaram o projeto há cerca de sete anos. O material que trabalham é «90% reciclado», garantiu Raquel Mendes ao MaiaHoje, referindo que na Cores de Papel utilizam pequenos retalhos de corte de confeção para dar forma às bonecas coloridas que atraem os mais pequenos. Até hoje, somam já muitos trabalhos, entre os quais a colaboração no projeto dos trajes tradicionais da mulher maiata.

Deixe uma resposta