Projeto pretende promover competências de leitura e escrita, detetando dificuldades de aprendizagem em 6 mil crianças do pré escolar e primeiro ciclo.

Numa lógica preventiva e promotora de competências facilitadoras da leitura e da escrita, o Município da Maia tem em curso um plano de deteção de dificuldades de aprendizagem junto das crianças em idade de transição da educação pré-escolar para o 1º ciclo de escolaridade. O plano abrange cerca 6 mil crianças do pré escolar e primeiro ciclo.

Uma atividade pensada no âmbito do Plano Municipal de Prevenção do Absentismo e Abandono Escolar “Maia não desiste” e desenvolvida com o apoio dos Agrupamentos Escolares, que visa despistar dificuldades relacionadas com a linguagem e a fala, entre outras aptidões básicas necessárias para a aprendizagem escolar, designadamente da leitura, da escrita e da matemática. Para o efeito foi criada uma equipa técnica constituída pelos psicólogos dos agrupamentos (Serviços Psicologia e Orientação) e da autarquia.

A par desta atividade, vai ser realizado um rastreio visual a todas as crianças de 4 anos do Concelho, em resultado de um protocolo a ser celebrado entre a Câmara Municipal e a Administração Regional de Saúde do Norte, com vista a despistar doenças oculares e prevenir futuras dificuldades de aprendizagem.

«A nossa ação assenta numa lógica de mobilização dos diversos agentes educativos locais, num trabalho de grande proximidade, por forma a que a promoção do sucesso escolar das nossas crianças seja um caminho partilhado», refere a autarquia.

Deixe uma resposta