Autarquia impõe insígnias aos agentes da Polícia Municipal.

Decorreu, ao final da tarde do passado dia 11 de outubro, no Salão Nobre do Edifício dos Paços do Concelho, a cerimónia de Imposição de Insígnias aos 16 Agentes da Polícia Municipal.

Esta foi a primeira vez que, na Maia, o Comando da Polícia Municipal procedeu à Imposição de Insígnias a estes profissionais ao serviço do município maiato.

No discurso proferido durante a cerimónia, António Silva Tiago, presidente da Câmara Municipal da Maia referiu que «a partir de hoje, a comunidade concelhia poderá reconhecer nos uniformes das mulheres e homens que a servem na Polícia Municipal, mais um elemento imagético que reforça a sua identidade, enquanto membros de uma unidade orgânica, a quem o Município da Maia confia a fiscalização, da aplicação e respeito, de harmonia com a Lei, das posturas, Regulamentos e Regras municipais».

Para o autarca, «a missão da Polícia Municipal é essencial, para que possamos viver o território, cuidar da coesão e da paz social, e assegurar a qualidade de vida e o bem-estar da nossa comunidade, pugnando pelo desenvolvimento integralmente sustentável, com a garantia de que todos respeitam as decisões e o quadro de regras e princípios deliberados e homologados, nos órgãos municipais próprios. Cientes de que a Polícia Municipal não é uma força de segurança pública, importa, contudo, reconhecer que a sua presença e, sobretudo, o seu posicionamento cívico, junto dos cidadãos munícipes, é claramente, um fator inspirador de confiança e tranquilidade», sublinhou.

No salão principal, reuniram-se, entre outras individualidades, vereadores, presidentes de Junta de Freguesia, familiares e amigos.

Romana Abreu, Comandante da Polícia Municipal da Maia, durante o seu emotivo discurso inicial, admitiu que «esta cerimónia ocorre num dia particularmente simbólico para esta força policial. Faz hoje 19 anos que foi publicada a Resolução de Ministros nº142/2000, através da qual foi ratificada, deliberação da Assembleia Municipal da Maia, datada de 5 de julho de 2000, a criação da Polícia Municipal da Maia». Terminou a sua intervenção com um agradecimento aos agentes municipais pelo «empenho, dedicação e profissionalismo com que se entregam à causa comum».

Deixe uma resposta